Receitas, dicas culinárias, restaurantes e viagens. Aprecie sem moderação!

França, Viagem

7 Atrações turísticas e históricas de Rouen na Normandia

Veja o que ver e fazer em Rouen na França, capital da Normandia!

Seguindo com as dicas de viagem pela Normandia na França, hoje é dia de trazer ideias de o que ver e fazer e Rouen. A capital da região é um prato cheio para quem aprecia história, arquitetura e gastronomia, e super indico uma parada lá para qualquer viajante.

Um passeio pelas ruas antigas de Rouen é como uma viagem no tempo. A história pode ser apreciada a cada passo, onde podem ser observados aspectos da vida desde a Idade Média até a era moderna. Para os cristãos, uma visita a esta cidade é quase uma bênção, pois ela conta com mais de 50 construções de origem religiosa e muitas das igrejas são verdadeiras joias da arquitetura gótica.

A maioria das principais atrações turísticas de Rouen encontra-se dentro da zona de pedestres da cidade, uma área repleta de sinuosas ruelas medievais e pitorescas casas construídas em estilo enxaimel. Os destaques incluem a magnífica catedral e a notável torre do relógio Gros-Horloge

Os turistas também podem testemunhar a destruição sofrida pela cidade durante a Segunda Guerra Mundial. A requintada fachada do Palais de Justice ainda tem evidências de bombardeios aliados. Confira abaixo as principais atrações de Rouen.

7 Atrações turísticas e históricas de Rouen na Normandia

1 – Catedral Notre-Dame de Rouen

No coração da cidade velha, a Catedral de Notre-Dame de Rouen é um dos melhores lugares para se visitar na França para admirar a arquitetura gótica. A estrutura principal da foi construída no século 13, mas o edifício só foi concluído no século 16.

A fachada dessa igreja é tão deslumbrante, que inspirou o pintor impressionista Claude Monet. O portal central da catedral foi o tema da famosa série de pinturas de Monet. Ele pintou a cena em diferentes horas do dia para capturar os efeitos da luz natural.

Acima da fachada, duas torres despontam na paisagem da cidade. A torre à direita é chamada de Tour du Beurre (Torre da Manteiga) pois sua construção foi finalizada com oferendas dos fiéis, que em troca tinham permissão para comer manteiga durante a Quaresma. A catedral também possui a torre mais alta da França com 151 metros. Apesar dos danos sofridos durante a Segunda Guerra Mundial, a catedral ainda tem alguns vitrais originais.

Endereço: 3 rue Saint-Romain – Rouen

— — —

2 – Abadia Saint-Ouen

Este edifício do século 14 foi construído como uma igreja para o mosteiro beneditino de Saint-Ouen. Uma obra-prima da arquitetura do período gótico tardio, a igreja da abadia é classificada como Monumento Histórico.

Imensa em suas proporções (137 metros de comprimento por 33 metros de altura), preserva os vitrais originais do período da sua construção. Em seu interior, destaque para o famoso órgão Cavaillé-Coll, que é frequentemente usado para concertos musicais. Considerado um dos órgãos mais bonitos do mundo, tem 5.000 tubos e quatro teclados que produzem.

Na mesma praça da abadia fica o Hôtel de Ville (prefeitura), que anteriormente era usado como dormitório dos monges do mosteiro. Atrás do Hôtel de Ville estão os jardins da antiga abadia, agora um parque público.

Endereço: Place du Général de Gaulle – Rouen

— — —

3 – Palácio de Justiça

Um ótimo exemplo da arquitetura civil medieval, o Palais de Justice abriga os Tribunais de Justiça de Rouen e foi o ponto de encontro do Parlamento da Normandia. Esta obra-prima gótica foi construída no início do século 16, danificada durante a Segunda Guerra Mundial e posteriormente restaurada.

O prédio não está aberto para visitas, mas seus detalhes podem ser observados mesmo da parte externa, especialmente as incríveis gárgulas. O Palais de Justice foi danificado durante um bombardeio aliado em 1944, e os buracos de projéteis ainda são visíveis nas paredes externas do prédio.

Em 1976, durante uma reforma, os restos de um belo edifício de pedra foram descobertos sob o pátio. Nele foram encontrados vestígios de uma antiga Yeshiva (escola rabínica) que data de 1100. O local ficava no centro do antigo bairro judeu que floresceu durante a época de Guilherme, o Conquistador, até a expulsão dos judeus em 1306.

Endereço: 36 Rue aux Juifs – Rouen

— — —

4 – Torre do Gros-Horloge

Um dos locais mais emblemáticos do centro histórico de Rouen, o Gros-Horloge fica ao sul do Palais de Justice. Do canto sudeste da Place du Vieux Marché (onde está localizada a Eglise Jeanne d’Arc), a Rue de Gros-Horloge leva à catedral. 

A torre do campanário gótico foi construída em 1389 para fins defensivos e o relógio decorativo data de 1889, sendo que ainda desempenha as funções de cronometragem da cidade. A divindade que simboliza o dia da semana aparece em uma carruagem triunfal ao meio-dia. Um globo acima do mostrador sinaliza as fases da lua, e as ovelhas representam a indústria da lã, que é bem tradicional na região. Retratado no meio do relógio, um cordeiro pascal representa as armas da cidade.

Endereço: Rue du Gros-Horloge – Rouen

— — —

5 – Igreja Saint-Maclou

A Eglise Saint-Maclou fica a uma curta caminhada a leste da catedral. Esta joia da arquitetura gótica foi construída em 1437 e dedicada a Saint Malo. Uma mistura de diferentes estilos arquitetônicos é encontrada em toda a igreja, desde a escadaria gótica aos confessionários barrocos.

A fachada ornamentada apresenta cinco pórticos em arco, que proporcionam uma entrada dramática para a igreja. As varandas encerram portas de madeira da era renascentista embelezadas com cenas bíblicas intrincadamente entalhadas.

A Igreja de Saint-Maclou foi severamente danificada durante a Segunda Guerra Mundial, mas posteriormente foi muito bem restaurada. 

Endereço: Place Barthélémy, Rouen

— — —

6 – Passeio pelas ruas medievais de Rouen

Para quem aprecia arquitetura e história, Rouen é uma cidade indispensável para se visitar na França. Assim como na Alemanha e na região da Alsace, as casas tradicionais da capital da Normandia são em estilo enxaimel, que já descrevi neste post aqui do meu Imaginação Fértil. Sem contar as diversas igrejas em estilo gótico, marcos históricos de um dos países mais visitados do mundo.

— — —

7 – A história de Joana D’Arc

Rouen é, infelizmente, o local onde Joana D’Arc – heroína e Santa Padroeira da França – foi condenada e queimada viva. A camponesa nascida em Domrémy foi uma das figuras centrais na Guerra dos Cem Anos, que livrou seu país do domínio da Inglaterra.

Joana afirmava estar agindo sob orientação divina e que tinha visões de anjos, liderou o exército francês em uma vitória importante em Orléans que repeliu uma tentativa inglesa para conquistar a França durante o conflito. Capturada um ano depois, Joana foi queimada até a morte pelos ingleses e seus colaboradores franceses como herege. Ela se tornou a maior heroína francesa, e sua conquista foi um fator decisivo no posterior despertar da consciência nacional francesa.

Para refazer os passos de Joana D’Arc em Rouen, visite:

  • Donjon – torre que pertencia ao castelo foi o cenário para uma sessão do julgamento e condenação de Joana d’Arc.
  • Igreja Santa Joana D’Arc – monumento religioso foi construído em 1979 ao lado do local onde a santa foi queimada, na place du Vieux Marché.
  • Place du Vieux Marché – o local onde Joana foi queimada.

— — —

No próximo post, uma dica incrível de onde comer em Rouen!

2 thoughts on “7 Atrações turísticas e históricas de Rouen na Normandia
  • Taiara disse:

    Janina
    Adorei rever os lugares. Você foi muito feliz nas fotos e em compartilhar. Doce lembrança ❤️
    Depois de Rouen fomos no Monte Saint Michel, liiiindo.
    😘
    Muito grata 🙏

    • Tai amiga linda!

      Fico felicíssima em saber disso! Ainda mais nestes tempos em que está tão difícil viajar fisicamente, sigo compartilhando para proporcionar ao menos uma viagem virtual.

      Beijos e muita saudade!

      Janina

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.