Receitas, dicas culinárias, restaurantes e viagens. Aprecie sem moderação!

Itália, Viagem

Passeios em Roma

Dicas de passeios em Roma, para quem ainda não decidiu o que fazer na visita à capital da Itália!

Uma das tarefas mais complexas no quesito planejar uma primeira viagem para Itália é definir os passeios em Roma. Esta cidade é tão rica em história, tão cheia de atrativos que parece nunca existir tempo suficiente para conhecer completamente. Neste post vou listar tudo que já visitei na cidade (Vaticano terá um post separado), deixar minhas impressões e dicas.

Já estive na Itália duas vezes, e na primeira vez que visitei a cidade não planejei os passeios em Roma. Como era Páscoa, não pude visitar várias coisas e desde então, sempre procuro fazer um checklist do que quero ver, o que preciso fazer para visitar, como comprar ingressos, verificar melhor horário e etc. Segue aqui um pequeno relato dos principais pontos turísticos que visitamos desta vez.

Claro que nem tudo está listado neste modesto post com dicas de passeios em Roma. Ainda não visitei o Castelo de Santo Ângelo, por exemplo. Mas quem me acompanha por aqui já deve ter percebido que com um certo apreço sempre deixo algo por fazer, para ter uma desculpa para voltar.

Passeios em Roma: principais pontos turísticos

  • Coliseu

Símbolo da grandeza da Roma Antiga, o Coliseu ou Anfiteatro Flaviano era utilizado para espetáculos diversos e, principalmente, os célebres combates entre gladiadores – e esta é a melhor opção para começar sua viagem para Roma!. Construído entre os anos de 71 e 80 d. C, tinha capacidade para receber um público de mais de 55 mil pessoas. Com dimensões gigantescas, é um dos mais importantes patrimônios históricos do mundo.

Dicas:

+ compre o ingresso para visitar Coliseu, Palatino e Fórum Romano junto, para evitar filas. Este é o site oficial para comprar tickets para estas atrações.

++ comece visitando a região pela manhã, a partir do Coliseu, depois Fórum Romano e Palatino. Mas volte para ver o primeiro ao final do dia ou à noite. Garantia de imagens belíssimas.

+++ melhor lugar para tirar fotos com o Coliseu é na Via delle Terme di Tito, 72 – fica na parte alta, em direção ao Domus Aurea.

— — —

  • Fórum Romano

A praça de formato retangular tem ruínas do principal ponto comercial da Roma Imperial. Durante muitos séculos o Fórum funcionou como centro da vida pública romana, pois lá eram realizadas cerimônias de triunfo, eleições e outros eventos. Fica em um vale entre os montes Palatino e Capitolino.

A maioria das estruturas arquitetônicas mais importantes da antiga cidade foram encontradas no Fórum Romano ou perto dele. Os santuários e templos localizavam-se na parte sudeste da cidade, assim como a antiga residência real, o Templo de Vesta e outros elementos importantes que explicam como funcionava a vida pública em Roma.

Dicas:

+ são várias construções históricas importante. Para entender cada uma delas, talvez seja mais interessante contar com um guia (pessoa ou impresso).

++ no link para compra do ingresso existe a opção de visita guiada.

— — —

  • Palatino

O Palatino é a colina (uma das 7 existentes no vale dessa região central da cidade) onde segundo a crença antiga, Rômulo fundou Roma, na segunda metade do século 8 a.C. É 40 m mais alto que o Fórum Romano e historiadores afirmam que já era habitado mais de 1000 anos a.C. Durante o período da República Romana, os moradores das classes mais altas da sociedade construíram palácios no lugar, como a Domus Flavia.

Dicas:

+ o sítio arqueológico onde estão o Palatino e o Fórum Romano é gigantesco. Para ver tudo, é preciso ter disposição, água e filtro solar (se for verão, principalmente). Mas vale muito a pena ser visitado.

++ se quiser explorar o máximo possível dessa região, busque por guias e livros que permitam saber mais detalhes.

+++ este foi um dos passeios em Roma que mais gostei de fazer!

— — —

  • Arco de Constantino

A cidade possui outros arcos similares, mas este que fica ao lado do Coliseu e é o mais imponente. É o mais moderno de todos os que foram construídos na Roma Antiga, e tem 21 metros de altura. É muito bem conservado, mas é permitida apenas a visita externa.

— — —

  • Fontana di Trevi

Uma das atrações mais populares entre as opções de passeios em Roma, a Fontana di Trevi ganha público por sua beleza. Considerada a mais ambiociosa das fontes em estilo rococó, foi projetada inicialmente por Nicola Salvi (após vencer um concurso para a construção da mesma promovido pelo Papa Clemente XII) e finalizada por Giuseppe Pannini em 1762. É alimentada pelo mais antigo aqueduto de Roma.

Foi restaurada recentemente pela grife italiana Fendi e nos horários de pico, é quase impossível tirar uma foto sem que muitos outros turistas também apareçam.

Dicas:

+ tente visitar durante o dia e à noite, pois após a restauração, ganhou iluminação que a deixa mais incrível também no período noturno.

++ consulte via Google quais os horários de pico para visitar quando tiver menos turistas e conseguir melhores fotos. Muda a cada dia, por isso é preciso consultar. Basta digitar no campo de busca “Fontana di Trevi em Roma” e conferir o gráfico de pico de visitas.

— — —

  • Piazza Navona

A Piazza Navona era uma antiga arena de espetáculos, que com o passar dos séculos foi transformada em uma praça recreativa. Passou a ser caracterizada como praça pública a partir do final do século 15, quando casas passaram a ser construídas no lugar das antigas arquibancadas para o público. Abrigou por muitos anos o mercado que desde 1869 para o Campo de’Fiori. Possui duas fontes que datam do século 16 d.C. É nesta praça que está localizada a embaixada do Brasil.

— — —

  • Piazza di Spagna

Esta Praça é famosa por dois motivos: pela escadaria que dá acesso a igreja Trinità dei Monti e por ser o acesso a principal rua de lojas de grifes de luxo. Nesta praça se destaca também a Fontana della Barcaccia, esculpida em estilo barroco. Do lado direito da escadaria está a antiga casa onde viveu e morreu o poeta inglês John Keats.

— — —

  • Panteão

Uma das muitas atrações gratuitas de Roma, o Panteão é uma das construções mais bem preservadas da Roma Antiga. Foi construído entre os anos de 27 a.C. e 14 d.C. e reconstruído no ano de 126 d.C. pelo Imperador Adriano. O prédio monumental conta com uma cúpula que é, até hoje, a maior cúpula de concreto não reforçado do mundo.

Desde o Renascimento, o Panteão tem sido utilizado como túmulo e entre os sepultados do lugar estão os pintores Rafael e Annibale Carracci, o compositor Arcangelo Corelli e o rei Vittorio Emanuele II.

Dicas:

+ costuma ter fila para visitar o Panteão, mas elas andam bem rápido! Servem apenas para controlar a quantidade de pessoas que visitam o templo ao mesmo tempo, que é limitado.

— — —

  • Villa Borghese

O Museu Villa Borghese fica dentro de um dos maiores parques urbanos da Europa e possui uma das maiores coleções de obra de arte italiana já conhecidas. O lindo prédio que abriga a Galleria Borghese foi encomendada pelo cardeal Borghese e sua construção começou em 1612. O arquiteto Ponzio morreu em 1613 e as obras foram completadas por Giovanni Vasanzio, que projetou a fachada com um terraço em forma de U e decorou os nichos com relevos clássicos.

Entre 1730 e 1800, o Príncipe Marcantonio IV Borghese reformou os jardins em estilo inglês e, em 1775, sob a direção do arquiteto Antonio Asprucci, as esculturas e objetos antigos dos Borghese foram reorganizados seguindo uma abordagem temática. Em 1902, a família Borghese informou ser incapaz de arcar com os custos de manutenção da vila e dos jardins, e vendeu a propriedade com todas as suas obras de arte ao governo italiano.

Dicas:

+ para comprar ingresso, acesse aqui.

— — —

  • Monumento a Vittorio Emanuele II

Fundado em 1911 para homenagear o responsável pela unificação da Itália (que antes era dividida em diversos pequenos reinos), o Monumento a Vittorio Emanuele II é um verdadeiro colosso, a poucas quadras do Coliseu. Todo construído em mármore branco, abriga em sua base o Museu do Ressurgimento, cuja visitação é grátis. Paga-se apenas para subir no terraço, que oferece vista panorâmica da cidade.

— — —

Post anteriores da série sobre a Itália:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.