Receitas, dicas culinárias, restaurantes e viagens. Aprecie sem moderação!

Carnes, Receitas

Receita de Speculoos, bolacha de especiarias tradicional da Bélgica

Receita fácil de Speculoos, com dica de preparo sem glúten!

Speculoos na Bélgica, speculaas na Holanda e spekulatius na Alemanha, hoje venho com a receita desta mundialmente famosa bolacha de especiarias, tradicionalmente preparada para o Dia de São Nicolau. Sei que estou um pouco atrasada, pois o dia do santo é 06/12, mas vale lembrar que sempre é tempo de comer coisas gostosas e que confortam nosso coração.

Ainda mais quando se trata de uma receita fácil de speculoos como esta! O preparo é de alguns poucos minutos, cada fornada também é de duração curta… e pode ser algo divertido para fazer com as crianças, tornando essa época do ano mais especial. Além do aroma irresistivelmente natalino, é muito mais saborosa do que qualquer outra que você possa comprar pronta por aqui.

Uma receita de speculoos sem glúten que vi indica o uso de farinha de arroz no lugar da farinha de trigo, mas não testei ainda. Se quiser conferir, é esta aqui.

Receita de Speculoos

Ingredientes

  • 250 g de farinha de trigo;
  • 150 g de açúcar mascavo (aqui usa-se cassonade, que tem um pouco mais de umidade. Se encontrar por aí, melhor);
  • 125 g de manteiga em temperatura ambiente (ponto pomada);
  • 1 ovo grande;
  • 1/2 colherinha de café de bicarbonato de sódio;
  • 1/2 colher de sopa de canela em pó;
  • Gengibre em pó, noz moscada em pó, pimenta branca em pó, cravo em pó (em quantidade ao seu gosto);
  • 1 pitada de sal.

Modo de preparo

Na batedeira, misture a manteiga, o açúcar e as especiarias. Adicione o ovo e misture bem (eu usei a pá para fazer massa e pão). Misture a farinha, a pitada de sal e o bicarbonato de sódio. Adicione esta mistura aos poucos na mistura de manteiga açúcar e especiarias. Quando formar uma massa homogênea, desligue.

Forme uma bola com a massa, envolva em plástico alimentício e deixe descansar na geladeira por 12h.

Para fazer as bolachas, retire a massa da geladeira e do plástico filme. Aqueça o forno em 190 graus e espiche a massa em partes com mais ou menos meio centímetro. Use um pouco de farinha na bancada caso a massa esteja grudando com muita facilidade na superfície. Use um molde para speculoos (eu usei de estrelas de diferentes tamanhos) e corte as bolachas. Se não tiver um molde, pode cortar em retângulos.

Coloque pra assar por 10 min. em uma forma rasa e com papel manteiga. Esta receita rendeu quatro fornadas como a da foto e muitas bolachas. Casa ficou com um cheiro delicioso de especiarias!

Se quiser, pode confeitar a seu gosto. Excelente acompanhamento para o café da tarde.

— — —

Sobre a origem do nome speculoos

Em torno da origem do nome speculoos, não há certezas, apenas algumas hipóteses tradicionais: alguns linguistas afirmam que a palavra vem do latim speculum que significa “espelho”, “aquele que tudo vê” que é o apelido de São Nicolau. Outros afirmam que a palavra latina speculum é equivalente à palavra grega antiga episkopos, que significa “bispo” (São Nicolau).

Qual a origem do speculoos?

E a paternidade dos speculoos? Bélgica? Holanda? Novamente, não existe apenas uma certeza! Diz-se que esta bolacha nasceu em Hassel, Bélgica, em janeiro de 1870. O chef confeiteiro Antonie Deplée teria depositado uma patente para a criação de speculoos.

E do lado da Holanda? Diz-se que as especiarias em speculoos já eram conhecidas dos antigos romanos, que chegaram à Holanda por meio das Cruzadas nos séculos 5 e 6. Mais tarde, os holandeses vindos do exterior trouxeram muitos tipos de ervas e especiarias e as tornaram acessíveis a um público mais amplo. Os padeiros começaram a experimentar diferentes misturas de temperos e, portanto, o speculoos acabou sendo um sucesso.

Como os temperos mais exclusivos, como canela, noz-moscada, pimenta, gengibre e cravo, eram usados ​​para fazer speculoos, era por muito tempo o auge do luxo quando estas bolachas podiam ser servidas com chá.

Muitos chefs confeiteiros desenvolveram sua própria receita e a mantiveram em segredo. O primeiro segredo era especialmente a dosagem correta de cada tempero na mistura de especiarias para biscoitos. Além disso, cada um utilizava seus próprios métodos no que se referia aos demais ingredientes da massa, do cozimento a preservação dos speculoos.

O Speculoos da Lotus

Não posso falar de speculoos sem mencionas os mais populares, da Lotus, e considerados por muitos “os speculoos originais”. Fundada em 1932 em Lembeke, na Bélgica pelos irmãos Boone, a empresa Lotus dedica-se a fabricação de duas especialidades: “Original Speculoos” e pão de gengibre.

Após a Segunda Guerra Mundial, a Lotus voltou a se concentrar exclusivamente na produção de “Original Speculoos”. Em 1963, tornou-se o principal fabricante de speculoos na Bélgica e no mundo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.