Receitas, dicas culinárias, restaurantes e viagens. Aprecie sem moderação!

Holanda, Viagem

Zaanse Schans: dicas para visitar a vila dos moinhos de vento na Holanda

Zaanse Schans fica perto de Amsterdã e pode ser visitado em poucas horas.

Uma das visitas mais agradáveis que pode ser feita em uma viagem para Holanda é conhecer a vila de moinhos de vento Zaanse Schans. É possível realizar o passeio a partir de um bate-volta de a partir de Amsterdã ou mesmo Bruxelas. Fica localizada a aproximadamente 15 km ao norte da capital holandesa, e já na chegada é possível ter vistas icônicas dos 6 moinhos de vento situados no rio Zaan, além de casas tradicionais, lojas e museus.

Zaanse Schans tem uma atmosfera de museu (vários, na verdade) ao ar livre e se tornou uma atração turística muito popular, uma vez que a entrada na área do parque é gratuita. Paga-se apenas para estacionar e se você quer apenas ver a vila do lado de fora, também é possível. É uma boa opção para quem quer conhecer um pouco da cultura e da história da Holanda, sem o burburinho e a loucura de Amsterdã.

Um pouco de história

O arquiteto Jaap Schipper elaborou o plano para Zaanse Schans em 1946. Mas o espaço só foi inaugurado em 12 de setembro de 1961, depois que vários prédios (principalmente os moinhos originais!) foram transportados para a região por estrada e água. Rapidamente tornou-se uma atração popular, onde é possível conhecer de perto a história industrial da Holanda.

A metade do século 19 viu o início da revolução industrial no distrito de Zaan. O que você vê hoje em Zaanse Schans é como uma comunidade de vida e trabalho no distrito como ele parecia no século 18: fazendas, caminhos, casas de madeira, armazéns e moinhos de vento, animais e campos.

Os museus de Zaanse Schans

São várias opções de museus dentro da vila e aqui segue um breve descritivo do que você pode visitar por lá.

  • Museu Zaans – fornece uma visão histórica das pessoas e da indústria da região. Possui uma coleção variada de pinturas, figurinos, móveis e exposições multimídia. O museu também abriga o Pavilhão Verkade, que conta a história de uma fabricante de chocolates e biscoitos. A entrada custa 10 €, crianças de 4 a 17 € 6.
  • A loja do museu Albert Heijn é uma reconstrução da primeira loja Albert Heijn de Oostzaan, que remonta ao final do século XIX. Hoje, o Albert Heijn é a maior rede de supermercados da Holanda. A entrada é gratuita.
  • O Museu do Tempo Zaanse mostra a história dos relógios holandeses com uma coleção de relógios que tocam juntos a cada hora. A entrada padrão é de € 10.
  • O Museu da Padaria de Gecroonde Duyvekater, onde você pode experimentar o Duivekater , um famoso pão doce Zaanse. Entrada gratuita.
  • Jisper House é uma cabana de pescadores da vila de Jisp, datada de 1850. Lá você pode experimentar um traje local tradicional.
  • Honig Breethuis é uma casa comercial familiar do século XIX, especializada em mel. A entrada custa 4 €.
  • Museu do Moinho de Vento, sobre os próprios moinhos que tomam conta da paisagem local. Possui alguns modelos interessantes de moinhos de vento em madeira. Entrada € 4,50.

Visite um moinho de vento original e em funcionamento em Zaanse Schans

Existem 6 moinhos industriais ainda em operação em Zaanse Schans, que você pode visitar em pleno funcionamento :

De Huisman – que é uma fábrica de especiarias;
De Gekroonde Poelenburg – que é uma fábrica de corte de madeira; 
De Kat – uma fábrica de tintas;
De Zoeker – uma fábrica de óleo 
De Bonte Hen – outra fábrica de óleo 
Het Jonge Schaap – outra fábrica para corte de madeira

Outras atrações de Zaanse Schans

Outras atrações que podem ser visitadas no local, além dos museus e moinhos:

  • A Fazenda de Queijo Catharina Hoeve (Zeilenmakerspad 5) é uma réplica de uma antiga fazenda de Oostzaan. Os queijeiros usam trajes tradicionais e oferecem degustações dos queijos para os visitantes.
  • O Workshop de Tamancos Holandeses oferece a chance de ver um fabricante de tamancos em ação – e é divertidíssimo. A entrada é gratuita e o museu no local abriga uma impressionante coleção de sapatos de madeira.
  • A Casa do Weaver mostra como as velas de barcos eram feitas usando teares. E a Tiemstra Coopery mostra a arte de fazer barris de madeira que foram vitais para o transporte de mercadorias. A entrada para cada um custa 2 euros.

Dicas: programe-se para visitar cedo, a partir do horário de abertura, pois o local costuma lotar. Para saber tudo que pode visitar e adquirir passe para visitar vários desses museus com desconto, informe-se na entrada, no centro de visitantes ou aqui no site oficial do local.

— — —

Outros posts com dicas de viagem para a Holanda, confira aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.