Receitas, dicas culinárias, restaurantes e viagens. Aprecie sem moderação!

Receitas

Receita de Cassoulet simples

Receita de Cassoulet, a feijoada francesa, simplificada mas igualmente saborosa.

Esta Receita de Cassoulet é a dica ideal para quem quer inovar na feijoada de final de semana, sem precisar trabalhar por dias a fio. A receita tradicional francesa tem muitos processos e variações; eu repasso aqui como tenho feito e com ingredientes que gosto, sem deixar de indicar uma variação mais favorável ao nosso bolso.

A receita de cassoulet tradicional da cidade de Toulouse leva vários cortes de carne de porco (como na nossa feijoada!); já a versão tradicional do sudoeste da França (a região de Toulouse, de uma forma geral) leva além da carne de pato, paleta de porco, linguiça fresca e bacon. A receita que segue é uma versão desta segunda, com os ingredientes que encontro aqui com mais facilidade. Ao final, segue a dica para substituir por ingredientes mais simples.

Receita de Cassoulet simples

Ingredientes

  • 1 xícara de feijão branco;
  • 1 bouquet garni (louro, tomilho e alecrim);
  • 3 cebolas pequenas;
  • 5 cravos da índia;
  • 200 g de bacon;
  • 1 cenoura grande;
  • Ramos de salsinha;
  • 2 dentes de alho;
  • 1 colher de sopa de gordura de pato;
  • 1 coxa e sobrecoxa de pato (eu usei confit);
  • 2 fatias de pão;
  • Alecrim;
  • 1 limão;
  • 300 g de linguiça de sua preferência.

Modo de preparo

Deixe o feijão de molho por pelo menos 2 horas com água e sal (se puder deixar de molho por 12h, melhor!). Antes de colocar para cozinhar, lave escorra e coloque para cozinhar com o bacon, a gordura de pato, o bouquet garni, duas das cebolas descascadas com o cravo (ver foto acima), a cenoura cortada em cubos, o dente de alho com casca levemente esmagado, alguns ramos de salsinha e água (pelos menos 1,5 litros ou vá acrescentando aos poucos, mas cuidando para não ficar líquido demais). Cozinhe em fogo médio até o feijão estar quase cozido (al dente).

Se puder usar uma panela que pode ser levada ao forno, melhor. Na verdade essa é a ideia do prato: um cozido, preparado e servido em uma casserole.

Doure levemente as linguiças e a coxa de pato confit. Aqueça o forno em temperatura média. Quando o feijão estiver cozido, remova o bouquet garni, a salsinha (se ainda estiver inteira), as cebolas com os cravos, a cenoura, e o dente de alho. Se o bacon estiver em pedaços grandes, corte e coloque novamente na panela. Adicione a coxa e sobrecoxa de pato e as linguiças já grelhadas.

Esse é o confit que eu uso!

Leve ao forno aquecido para que o feijão termine o cozimento e as carnes incorporem o seu sabor. Se achar que tem pouco caldo, adicione mais água. Se achar que pode perder o sabor, adicione caldo temperado ao invés de água. A temperatura deve ser baixa, sem borbulhar, para que forme uma camadinha leve de gordura em cima, que vai ser suporte para a farofa.

Em um processador, triture 1 dente de alho, as fatias de pão, um raminho de alecrim, 2 de salsa, raspas da casca de um limão e uma pequena cebola descascada, para fazer uma espécie de farofa que será colocada sobre o cassoulet. Finalize com uma pitada de sal e outra de pimenta preta.

Quando o feijão estiver cozido, retire a panela do forno e coloque a farofa sobre o cassoulet. Aumente a temperatura do forno para média-alta e coloque a panela de volta, para formar a crosta. Quando estiver com uma cobertura crocante e levemente dourada, está pronto para servir.

Receita de Cassoulet, versão brasileira

Adaptando a receita: ao invés de pato confit, pode usar coxas e sobrecoxas de pato, ou até mesmo frango. Ao invés de apenas dourar, tempere bem e frite até dourar. A linguiça que usei aqui é um tipo polonês, que parece muito com a calabresa que encontramos no Brasil. Sugiro usar esta, pois acrescenta mais sabor ao prato.

— — —

Confira lista de receitas francesas clássicas que já foram testadas pelo blog:

Post introdução com lista de pratos clássicos

São 18 receitas para testar ainda! Quero aproveitar enquanto ainda temos inverno para testar as receitas de ensopados. Confira a lista do que ainda precisa ser testado:

  • Crepe de Trigo Sarraceno – já testei, quero testar novamente
  • Blanquette de Veau
  • Hachis Parmentier – já testei, quero testar novamente
  • Pot-au-feu
  • Garbure
  • Lamprey à la Bordelaise
  • Quenelles com Molho de Lagosta
  • Sopa de Peixe à la Rouille
  • Bouillabaisse
  • Soupe au Pistou
  • Navarin d’Agneau
  • Aligot
  • Fondue Savoyarde
  • Gratin Dauphinois – já testei, quero testar novamente
  • Choucroute Garnie
  • Baeckeoffe
  • Gougères
  • Cod Accras

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.