Receitas, dicas culinárias, restaurantes e viagens. Aprecie sem moderação!

Itália, Viagem

Pompeia, Herculano e Oplontis, as cidades atingidas pelo Vesúvio

Além de Pompeia, confira dicas para conhecer as ruínas das cidades atingidas pela erupção do vulcão no sul da Itália.

O Vesúvio, visto de Pompeia.

Pompeia é um dos sítios arqueológicos mais conhecidos e importantes da Itália. Todos os anos, milhões de turistas visitam a região do Golfo de Nápoles, para conhecer as escavações da cidade que foi soterrada pela erupção do vulcão Vesúvio no ano de 79.

Mas o que nem todo mundo sabe é que outras três cidades além de Pompeia foram atingidas pelo vulcão. São elas Herculano, Oplontis e Estábia – sendo que as duas primeiras também podem ser visitadas. Abaixo, seguem informações detalhadas sobre estas cidades, além de dicas para quem está planejando conhecer a região.

Pompeia, Herculano e Oplontis, as cidades soterradas pelo Vesúvio

Área atingida pela erupção do vulcão Vesúvio em 79 d.C. Image from: CellCode

A erupção do vulcão Vesúvio na Itália no ano de 79 é uma das catástrofes naturais mais conhecidas e avassaladoras da história. As cidades romanas de PompeiaHerculanoEstábia e Oplontis foram atingidas, com as duas primeiras sendo completamente destruídas.

O Vesúvio também espalhou uma nuvem mortal de rochas, cinzas e fumaça, alcançando uma área de mais de 30 quilômetros. Dispensou lava e cinzas, a uma proporção de 1.5 milhão de toneladas por segundo.

Calcula-se que 16 mil pessoas que habitavam Pompeia e Herculano morreram devido ao calor, que ultrapassou temperaturas superiores a 700 °C. Desde 1860, quando escavações sistemáticas passaram a ser feitas na região, os arqueólogos descobriram nos limites da cidade as cascas petrificadas dos corpos de 1,044 vítimas.

Como foram encontradas as vítimas da erupção do Vesúvio em Pompeia, após o início das escavações no século 18.

Pompeia

Dentre as cidades destruídas pelo Vesúvio, Pompeia é a maior, a mais conhecida e a mais visitada. Situada a 22km de Nápoles, foi através das escavações dela que se descobriu muito sobre como era vida em uma grande cidade do Império Romano.

Dentre as principais atrações do sítio arqueológico de Pompeia estão: a Casa do Fauno, a Villa dos Mistérios (foto abaixo), a Casa Vettii, o Templo de Apolo, o Templo de Júpiter e o Anfiteatro.

A área para visitação é muito grande, recomendo chapéu para proteger do sol no verão, sapatos confortáveis e muita água. Para ingressos, datas e horários de visitas, acesse: http://www.pompeii-tickets.com

Herculano

Apesar de ser um sítio arqueológico menor que Pompeia, Herculano na época da erupção do Vesúvio era uma cidade muito mais rica. Diferentemente de Pompeia, aqui é possível ver detalhes em madeira das construções romanas, assim como desenhos, peças de porcelana, chão do interior de muitas casas e até mesmo, inscrições na parede como preços de uma taberna.

A visitação é bem mais tranquila que em Pompeia, onde estão a maioria dos turistas. Aqui é possível ter mais informações sobre como era a vida nas cidades romanas da região naquela época, sem precisar disputar cada canto a ser explorado com milhares de outras pessoas. Informações e tickets neste site aqui.

Oplontis

Entre os sítios arqueológicos do Vesúvio, enterrados após a erupção dramática de 79 dC, Oplontis (hoje cidade de Torre Annunziata) é provavelmente a única que oferece a evidência monumental mais significativa da área suburbana de Pompéia.

Oplontis tem dois edifícios monumentais de uso diferente: o villa A (villa de Poppea), um complexo grande e luxuoso de carácter residencial da época romana e a vila B (Crassius Tércio), que atualmente não é aberto ao público, onde funcionava uma empresa de processamento de produtos da terra, em especial vinho e azeite.

A villa A era uma casa residencial, que data do século I a.C e expandiu-se no início da era imperial. Nos tempos antigos, a vila tinha vista para o mar em uma posição panorâmica, e foi equipada com belos aparatos decorativos. Ele pode ter pertencido a Popéia Sabina, a segunda esposa do imperador Nero.

Atualmente recebe poucos turistas e a visita pode ser feita rapidamente. Mais informações neste site aqui e ingressos podem ser adquiridos no local.

Vesúvio

O Vesúvio, visto de Torre Annunziata.

O Monte Vesúvio, na costa oeste da Itália, é o único vulcão ativo na Europa continental. É mais conhecido por causa da erupção em 79 d.C. que destruiu as cidades de Pompéia e Herculano, mas o Vesúvio entrou em erupção mais de 50 vezes.

O Vesúvio em 2013 tinha 4.203 pés (1.281 metros) de altura. Após cada erupção, o tamanho do cone muda. O vulcão também tem uma crista semicircular chamada Mount Somma, que se eleva a 1.132 m. O vale entre o cone e o Monte Somma chama-se Valle del Gigante ou Vale do Gigante.

O Monte Vesúvio é considerado um dos vulcões mais perigosos do mundo devido à sua proximidade com a cidade de Nápoles e as cidades vizinhas nas encostas próximas. Se uma nova erupção começar, 18 municípios que somam mais de 700 mil habitantes serão atingidos.

Image from Research Gate

Mas é possível visitar a cratera do vulcão, que é monitorado o tempo todo, sem correr risco algum. Nós não fizemos esse passeio, mas você encontra informações completas no site oficial do parque nacional: https://www.parconazionaledelvesuvio.it/

Dicas práticas

  • É possível visitar Pompeia e Herculano no mesmo dia, mas é bem cansativo! As temperaturas na primavera e no verão são altas, o que torna o passeio mais desagradável ainda. Por isso esteja preparado.
  • Recomendo visita de Pompeia em um dia e os sítios arqueológicos no outro.
  • É possível fazer estes passeios a partir de Nápoles e Sorrento. Se você escolher a segunda como base para conhecer a região (tem um guia sobre a região da Campânia aqui), o site Sorrento Insider tem muitas dicas e ofertas de passeios.
  • Existem vários sites e formas de comprar ingressos, opções de visitas combinadas, com ou sem transfer, e outras opções de passeio. Tudo depende do que você está planejando.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.