Receitas, dicas culinárias, restaurantes e viagens. Aprecie sem moderação!

Itália, Viagem

Passeios na Toscana: San Gimignano

Procurando por dicas de passeios na Toscana? San Gimignano é uma boa opção para descobrir as belezas da região.

Viajamos de Florença para San Gimignano para por pelo menos algumas horas, realizar passeios na Toscana e apreciar as belas paisagens da região. A pequena cidade tem história milenar e é conhecida por suas inúmeras torres. Nós fizemos uma visita de um dia em um bate e volta em que visitamos também Assis (mas isso conto em um próximo post).

São Gimignano é um dos mais populares passeios na Toscana, e para entender porque esta pequena cidade de cerca de 7 mil habitantes atrai tantos turistas, seguem informações sobre sua história e atrações turísticas.

San Gimignano: história da cidade

A fundação de San Gimignano remota aos tempos antigos, por volta do ano de 63 a.C. O primeiro documento histórico que menciona o nome da cidade data de 30 de agosto de 929, quando Ugo di Provenza doou ao Bispo de Volterra o até então chamado Monte da Torre. O nome de San Gimignano provavelmente foi escolhido por conta da lenda de que, durante as invasões bárbaras, o santo apareceu milagrosamente nas muralhas da cidade e salvou seus habitantes de serem dominados.

Parte da antiga muralha da cidade.

Além de uma história complexa e antiga, San Gimignano é feita de lendas e o monto onde se localiza sempre foi conhecido como sendo sagrado. A cidade desenvolveu-se principalmente nos primeiros três séculos do milênio, graças a sua posição geográfica favorável. Na Alta Idade Média, a Via Francigena, primeiro traçada pelos lombardos, tornou-se a rota dos peregrinos que viajavam para Roma, principalmente vindos da França.

Em 1199 a cidade, que havia aumentado consideravelmente, declarou-se uma Comuna Livre. Apesar da intensa disputa política, desenvolveu e prosperou, em particular graças à produção de açafrão, vinho (DOCG Vernaccia) e comércio de lã. Por volta da primeira metade do século 14, a cidade tinha 13.000 habitantes. A praga de 1348 dizimou dois terços da população e, desde então, San Gimignano conheceu um longo período de declínio à sombra de uma Florença dominante.

As Torres de San Gimignano

As torres são o principal motivo que levam pessoas à San Gimignano quando realizam passeios na Toscana. A cidade se ergue no topo de uma colina a 334 metros acima do nível do mar, e é visível a grande distância por conta de suas torres. Hoje, 14 torres permanecem em pé, das 72 torres que existiam no século 14. Nesta época, cada família abastada da construiu uma torre para mostrar seu poder econômico.

 

 

Nos tempos medievais, a torre era o símbolo mais alto do poder, principalmente porque o processo de construção não era simples nem barato. Materiais precisavam ser escavados e transferidos para a cidade, e somente as famílias mais ricas de comerciantes podiam pagar a construção de uma torre como estas.

O modelo de referência para as torres é o chamado modelo Pisa, exportado da famosa cidade marítima da Toscana. De acordo com esse estilo, os edifícios tinham uma ou mais aberturas altas e estreitas nos níveis mais baixos, que cruzam a torre de um lado para o outro.

A partir do final do século 12, as torres foram ladeadas por outros edifícios de menor altura, definidos como palazzi. Elas pararam de ser construídas na primeira metade do século 13. No século 14, a peste negra assolou a cidade e ela entrou em um período de decadência, sendo praticamente abandonada por vários séculos – e provavelmente por isso possui até hoje, características arquitetônicas medievais.

O que fazer em San Gimignano

Todo ano, o centro histórico, registrado no Patrimônio Cultural da Humanidade da UNESCO, atrai milhões de turistas de todo o mundo, que passam a admirar a atmosfera medieval intacta preservada por séculos. Entre as atrações turísticas de San Gimignano estão:

  • Apreciar a vista para o vale com elementos que caracterizam a Toscana, como as plantações agrícolas divididas por ciprestes;
  • Caminhar pelo centro histórico da cidade;
  • Visitar a inúmeras igrejas da pequena cidade;
  • Tomar um gelatto (a sorveteria Dondoli já ganhou o prêmio de melhor sorvete do mundo);
  • Subir na Torre Grossa e/ou na Torre Salvucci Maggiore e ver como a vida funcionava nas casas que tinham uma delas (além de ter uma vista panorâmica da cidade);
  • Conhecer mais sobre a história da cidade e da região, visitando alguns de seus museus;
  • Visitar os trechos remanescentes da muralha que cercava San Gimignano;
  • Saborear pratos da gastronomia local.

Os ciprestes que caracterizam a Toscana.

A porchetta, um dos pratos tradicionais da região.

Hotéis em San Gimignano

Se você está procurando hotel em San Gimignano para usar a cidade como base para realizar passeios na Toscana, confira as opções disponíveis através do site Booking.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.