Receitas, dicas culinárias, restaurantes e viagens. Aprecie sem moderação!

Carnes, Onde comer (e beber!), Receitas

Receita de Hackepeter

Sempre brinco que devo ser um pouco vampira, porque meus pratos prediletos são à base de carne crua (bovina, peixes e frutos do mar). Sei que isso está longe de ser uma preferência nacional, mas recomendo à todos que provem esta maravilha da culinária alemã: o Hackepeter!

Hackepeter - Receita de Viagem

A forma tradicional de servir Hackepeter em restaurantes: tudo cortado e misturado apenas na hora de servir!

A primeira vez que provei Hackepeter foi no restaurante Chopp Stübel em Porto Alegre, e recomendo. É uma experiência culinária, pois o prato é montado na sua frente. Foi amor à primeira garfada. De tanto repetir o prato em casa, acabamos por definir nossa própria receita, que segue abaixo.

hackepeter - Blog Receita de Viagem

Costumamos comer no verão, como jantar e não entrada.

Veja como é fácil preparar o Hackepeter, seguindo os passos listados abaixo. Quantidade indicada para servir quatro pessoas, como petisco.

Ingredientes

– 400 g de filé bovino picado na ponta da faca (pode moer em casa ou pedir para o açougue moer, caso a prequiça seja grande :p);

– 1/2 cebola média;

– Salsinha;

– 1 colher rasa de mostarda forte;

– 1 colher de chá de páprica picante;

– 1 gema;

– 4 colheres de azeite oliva;

– Sal e pimenta preta moída na hora;

– 6 pãezinhos australianos (ou pão preto de sua preferência).

Modo de preparo

Pique finamente a carne (se preferir, use o processador, dá menos trabalho!), a cebola e a salsinha. Coloque a carne em uma travessa. Adicione os ingredientes, um por vez, misturando muito e sempre. Prove após misturar tudo e verifique se sal, páprica e mostarda estão ao seu gosto. Sirva e aproveite!

Dicas:

– usualmente, servimos porções no prato e adicionamos, ao gosto de cada um, mais azeite, pimenta, mostarda e sal. Outra opção é servir como aperitivo, sobre pequenos pedaços de pão preto, como na foto abaixo.

Hackepeter aperitivo!

Hackepeter aperitivo!

– outra opção de carne que pode ser usada é o coxão mole. O importante é que seja uma carne magra, sem nervos ou gordura e bem macia.

História: cada país prepara e chama este prato de uma forma diferente, mas o primeiro preparo que conheci foi este de origem alemã. Também conhecido como Carne de Onça em Curitiba. Seu tempero varia de acordo com com o lugar de origem. Há quem afirme que o costume de comer carne bovina crua surgiu na Ásia, mas foram os tártaros que decidiram adicionar iguarias. A difusão na Europa Ocidental é creditada a Àtila, rei dos Hunos, cujo consumo de carne crua era considerado o motivo de seu poder e força.

O preparo mais tradicional do prato conta com carne bem picada, conhaque (para esterilizar), cebolinha, cebola, alcaparras, molho inglês, azeite de oliva, sal, pimenta do reino, páprica e gema de ovo. Muito similar ao tradicional tartare, tradicional na França. 

Onde comer Hackepeter em Porto Alegre

Chopp Stübel – tradicional restaurante alemão de Porto Alegre/RS, com excelentes opções de culinária daquele país.

Bier Markt – um dos pioneiros na comercialização de cervejas artesanais e importadas on tap em Porto Alegre/RS, serve a iguaria como petisco. Com excelente carta de cervejas, várias vezes citado pela Veja, tem atendimento de primeiro em duas casas na cidade.

3 thoughts on “Receita de Hackepeter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.