Receitas, dicas culinárias, restaurantes e viagens. Aprecie sem moderação!

Islândia, Viagem

Dicas da Islândia: o que fazer em Reykjavik e arredores

Mais um post com dicas da Islândia, desta vez com algumas atrações turísticas da capital Reykjavik e arredores.

Como comentei no primeiro post com dicas da Islândia, é impossível ver todas as atrações da ilha em tão poucos dias (no nosso caso, apenas 3). Mas conseguimos circular um pouco e sair de Reykjavik para ver algumas atrações turísticas, pois estávamos com um carro alugado.

Mas acho que conseguimos ver algumas coisas interessantes, que ficam como opção para quem tem pouco tempo para passear. Claro que há muito a ser explorado e eu espero visitar o país novamente em breve, para ficar mais tempo e ver tudo!

Mas vamos ao que interessa? Seguem as nossas escolhas.

Dicas da Islândia: o que ver em Reykjavik e arredores

Em Reykjavik

A Hallgrímur (pois kirkja significa igreja em islandês) é um dos cartões postais de Reykjavik e fica bem no centro da capital da Islândia. Impressiona pelos seu formato moderno (que imita o movimento de lava de um vulcão em atividade e seus quase 75 m de altura. É a sexta construção mais alta do país e foi inaugurada no ano de 1986.

A visita a igreja é gratuita, mas para subir no campanário é preciso pagar o ingresso e enfrentar uma certa fila.

Endereço: Hallgrímstorg 1 101 – Reykjavík – Islândia

— — —

A escultura é um símbolo para Reykjavik. Representa um barco dos sonhos, uma ode ao sol. Simboliza a promessa de território não descoberto, um sonho de esperança, progresso e liberdade.

Produzida em aço inoxidável e suportada por lajes de granito, é obra de Jón Gunnar Árnason. Está localizada em Sæbraut, na beira do mar, bem no centro de Reykjavik.

— — —

Localizado ao lado da Hallgrímur Kirkja, este jardim fica aberto o ano inteiro e tem acesso livre. O jardim de esculturas fica atrás do Museu de Arte Einar Jónsson e foi formalmente aberto em 8 de junho de 1984. Uma coleção adorável do artista islandês, formado pela Academia de Finas Artes da Dinamarca.

Estão expostas 26 moldes de bronze do escultor . Um dos objetivos dos museus foi lançar o maior número possível de obras de Einar em bronze. O bronze é a etapa final de cada peça, porque o barro e o gesso são materiais voláteis.

Endereço: Eiríksgata 3, 101 – Reykjavík – Islândia

— — —

De carro ou excursão, perto de Reykjavik

No post com dicas de onde comer mencionei este local. Apesar de não apresentar muitos artefatos históricos, é excelente para entender um pouco sobre como era o “mundo Viking”. E, de quebram um lugar com uma bela vista para se fazer uma refeição.

Endereço: Víkingabraut 1, 260 Reykjanesbær – Islândia

— — —

Nós não entramos no spa geotérmico que fica a 39 km de Reykjavik e é a atração turística mais visitada do país. Mas fica relativamente próximo do aeroporto, o que torna impossível não parar para ver já que a estrada passa bem do ladinho.

Paramos apenas para apreciar a paisagem surreal de água azul da cor do céu, em meio a uma paisagem desolada e muitas pedras pretas. Para infos completas para quem quiser relaxar no spa, acesse o link no nome do spa famoso.

Endereço: Norðurljósavegur 9, 240 – Grindavík – Islândia

— — —

  • Geysir

A nascente de água quente eruptiva (e que deu origem a palavra em português Géisir) é um verdadeiro espetáculo da natureza. Faz parte da rota turística chamada Golden Circle e por isso, tem infraestrutura para receber muitos visitantes. Restaurantes, bares, banheiros e lojas de souvenirs ficam bem posicionados, do outro lado da área “em atividade”.

Ativos há mais de 1000 anos, o local conta com mais de 12 crateras de onde brota água muito quente (por isso, todo cuidado é pouco). Pois um Géisir nada mais é do que uma fonte de água termal que entra em erupção de tempos em tempos, lançando para os céus um jato de água quente.

Atualmente o Geysir original está dormente, mas o géiser Strokkur está ativo. Sua erupção acontece a cada 4-8. A água quente expelida por ele pode chegar a 20 m de altura.

Endereço: Haukadalsvegur – Geysir – Islândia

— — —

Um cada quedas d’água mais impressionantes da Islândia (e elas são incontáveis), a Gullfoss é outro ponto turístico muito visitado a partir de Reykjavik. Distante 100 km da capital, o local conta com estacionamento, restaurante panorâmico, tours, lojas…

Tudo para proporcionar um passeio completo. Confira todas as infos no site, clicando no nome do local. Tem 32 m de altura e 70 m de largura. Uma dica: use roupas impermeáveis!

Endereço: White River, Blaskogabyggd 801 – Islândia

— — —

Parque de importância histórica e natural. Thingvellir abriga o local onde foi fundado o Parlamento da Islândia em 930 d.C e por isso, é importante para a história do país. Também é neste local que se encontram os continentes americano e europeu, onde as placas tectónicas da América do Norte e da Eurásia se juntam.

Um local de paisagens encantadoras e que realmente merece uma visita!

Endereço: Thingvellir National Park, 801 – Selfoss – Islândia

— — —

  • Keriđ, uma cratera vulcânica

Com encostas de rochas vulcânicas vermelhas, a cratera mede 170 m de largura, 270 m de circunferência e 55 m de profundidade. Keriđ é um lago vulcânico de 3.000 anos localizado no sul da Islândia, na rota do Golden Circle.

O lago propriamente dito é relativamente raso, tendo entre 7 e 14 m de profundidade, dependendo das chuvas e de outros fatores. Como resultado de minerais do solo circundante, a água é um tom de azul-água-marinha único e surpreendentemente vívido. A caminhada do topo da cratera até a base onde tem água é fácil e oferece uma vista surreal do local.

Endereço: Route 35 – Selfoss – Islândia

— — —

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.