Receitas, dicas culinárias, restaurantes e viagens. Aprecie sem moderação!

Luxemburgo, Viagem

Conhecendo Luxemburgo

Pequeno Estado Soberano, localizado entre Bélgica França e Alemanha, o Grão-Ducado de Luxemburgo é um dos 10 menores países da Europa. Por ser distante aproximadamente 200km de Bruxelas (e por conta da predileção dos viajantes do dia para conhecer micropaíses…), resolvemos fazer um bate e volta até lá. Confira!

Um pouco sobre a história de Luxemburgo

Casamata - Receita de Viagem

Considerado ponto de encontro entre a Europa Germânica e a Europa Românica, a origem do Grão-Ducado remota ao começo da Idade Média. Sua formação iniciou em 963, quando o Duque das Ardenas, Sigfried adquiriu o Castelo de Lucilinburhuc, hoje Castelo de Luxemburgo.

Uma cidade se desenvolveu ao redor da fortificação, que ficava no topo de uma colina, colaborando para a formação de um povoado muito estratégico geograficamente. No começo do século 15, por falta de herdeiro homem que assumisse o trono, a então Casa de Luxemburgo vendeu o território para Filipe de Borgonha.

Comandaram o território, sucessivamente: Bourbons, Habsburgos, Hohenzollern e a Monarquia Francesa, até a chegada de Napoleão e por fim, a Prússia. O país tornou-se independente em 1839 e parte da união aduaneira alemã. Depois disso, passou a fazer parte do Reino dos Países Baixos, sendo Luxemburgo atualmente uma Monarquia Constitucional, comandada pela Casa Real Nassau-Weilburg.

Os viajantes! - Receita de Viagem

Os viajantes!

O que fazer em Luxemburgo

Sem dúvida, o principal ponto de visitação na Cidade de Luxemburgo é a visita às Casamatas de Bock. Mas tem bem mais para se ver e fazer! Confira quais são as principais atrações turísitcas da cidade:

– Visitar as Casamatas de Bock

Canhão - Receita de Viagem

“Bock” é o nome do morro onde desde a época dos romanos, existiam edficações e sobre o qual foi construído o Castelo de Luxemburgo. Foi nas proximidades dessa fortificação que o pqueno estado soberano foi se desenvolvendo. A mesma recebeu reforços e diversas alterações durante os séculos. As Casamatas de Bock são, basicamente, as ruínas e galerias do antigo castelo, construídas e por várias vezes reforçadas para proteção da região, e que hoje podem ser visitadas em sua totalidade.

Particularmente, achei ela mais interessante do lado de fora. O que mais impressiona é a vista que se tem da cidade a partir de suas muitas galerias e aberturas, como na foto acima.

Preço do ingresso: 4 euros.

– Visita ao Palácio do Grão-Ducado

Palácio Ducal - Receita de Viagem

Ainda na parte alta da cidade, o Palácio do Grão-Ducado de Luxemburgo é lindo, mas só pode ser visitado internamente em um determinado período. No dia em que visitamos a cidade ele não estava aberto. Para quem está de viagem marcada ainda este ano, estará aberto ao público de 13 de julho a 6 de setembro de 2015.

Preço do ingresso:  10 euros para adulto; 5 euros para crianças.

– Visita o Museu de História da Cidade de Luxemburgo

Palácio dentro do Museu - Receita de Viagem

O prédio do Museu é uma construção um tanto moderna, porém magnífica. Para quem quer se aprofundar na história da cidade, vale muito à pena. Tem material desde os promórdios até atualidade. A foto acima é um painel mostrando como era a cidade antigamente, nas proximidades do Palácio Ducal. Foi inaugurado em 2013.

Site oficial

Endereço: 14, rue du St-Esprit | L-2090 Luxembourg

Preço do ingresso: 5 euros

– Circular por Praças, conhecer arquitetura e Monumentos

Monumento - Receita de Viagem

Como todas as cidades antigas, Luxemburgo também tem muitas praças, monumentos e igrejas. Não entramos em nenhum templo religioso, pois duas das maiores estavam em reformas e praticamente todas, estavam fechadas. A Praça do Monumento da Unificação Nacional da foto acima é uma recomendação de parada que faço, principalmente pela vista panorâmica que oferece da cidade e de outras atrações.

– Circular pela Cidade Baixa

IMAG1350

Esta parte da cidade, que pode ser acessada com facilidade a partir da parte alta, é muito agradável e te transporta diretamente ao passado. É possível circular por ruelinhas entre casarões antigos e calçamento de pedra, onde a cada esquina pipoca uma ponte ou um restaurante charmoso, e é possível até ouvir o barulho agradável do rio que corta a cidade.

– Onde comer em Luxemburgo

Minha pizza no Bacchus - Receita de Viagem

A demora para conseguir entrar na cidade (engarrafamento) nos fez optarmos por um almoço rápido e leve: no Green Art, fomos de quiche, sanduíche e combo de quiche + salada + café por preços bem honestos, que foram de 4,50 euros (sanduíche) a 10,90 euros (combo).

Para o jantar, optamos por um restaurante italiano, o Restaurant-Pizzeria Bacchus – pratos típicos ficam para a próxima. Optamos por pizza e massa, ambos variando entre 9 e 15 euros o prato individual. Apreciamos bastante!

Endereço: 32, rue du Marché-aux-Herbes, Cidade do Luxemburgo L – 1728, Luxemburgo

– Como visitar os pontos turísticos de Luxemburgo

A cidade não é muito grande. Como fomos de carro, estacionamos em uma área paga perto da entrada para visita das Casamatas de Bock e circulamos por toda a cidade caminhando. Não foi tão cansativo, e assim descobrimos diversas coisas da cidade. Os acessos para a Cidade Baixa – Grund podem ser feitos por elevadores públicos ou escadarias. Um deles está no Justice Quartier, conforme endereço abaixo.

Plateau du St.Esprit | L-2080 Luxembourg

– Como ir para Luxemburgo

Como fomos de carro, só posso falar dessa experiência. Acho válido compartilhar que saiu muito mais em conta do que se tivéssemos ido de trem ou ônibus a partir de Bruxelas, se contar que estávamos em 3. O único porém foi o engarrafamento que nos tomou cerca de 2h do tempo de passeio, pouco antes da entrada da cidade, pois a estrada estava passando por reparos.

— Custos: pela Europcar, pagamos cerca de 20 euros a diária + combustível. Para estacionar em Luxemburgo, gastamos apenas 5 euros. Recomendo sempre considerar esta opção, pois dependendo do número de pessoas, pode ser mais barato que ir de trem ou outros.

Em tempo: todas as informações necessárias para quem deseja conhecer bem Luxemburgo – tem muito mais que não visitamos e não citei aqui – , valores de ingressos, todas as atrações, onde ficar, tours guiados e + estão disponíveis em inglês, francês e alemão no site oficial de turismo do país.

One thought on “Conhecendo Luxemburgo
  • shayne disse:

    Oii, obrigada pelas dicas! Onde eu posso estacionar o carro?(planejei um bate-volta porém não sei onde posso deixar o carro durante o passeio)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.